Introdução

Sempre que um novo equipamento é adicionado na rede, é necessário cadastrá-lo no Hubsoft para que a autenticação funcione.

No Hubsoft o cadastro do novo equipamento é dividido em três etapas:

  1. Cadastro do POP: Localidade do Equipamento
  2. Cadastro do Equipamento: Dados do Equipamento
  3. Cadastro das Interfaces: Portas instaladas no equipamento

 

Cadastro do POP

Para cadastrar um novo POP, basta seguir os seguintes passos:

  1. No menu lateral, selecione o item “Rede”
  2. Na lista de opções, procure por “Pontos de Presença”
  3. Ao ser carregada a lista de POPs, clique no botão “Adicionar”
  4. Preencha os campos nas abas “Informações” e “Endereço” e clique em “Salvar”

 

Cadastro do Equipamento

Após o cadastro do POP, podemos realizar o cadastro equipamento (NAS):

  1. No menu lateral, selecione o item “Rede”
  2. Na lista de opções, procure por “Equipamentos de Conexão”
  3. Ao ser carregada a lista de Equipamentos, clique no botão “Adicionar (+)”
  4. Preencha os dados do equipamento do equipamento e clique no botão “Salvar”

 

Cadastro das Interfaces de Conexão

No Hubsoft cada serviço de cliente está vinculado à uma interface, chamada interface de conexão. Esse vínculo além de documentar a forma como o serviço está sendo oferecido para o cliente, permite ao sistema que várias integrações sejam realizadas, tais como: verificar se o cliente está conectado no momento, coletar dados de tráfego do equipamento em tempo real, etc.

Para realizar o cadastro das interfaces de um equipamento, basta realizar os seguintes passos:

  1. No menu lateral, selecione o item “Rede”
  2. Na lista de opções, procure por “Equipamentos de Conexão”
  3. Na busca, pesquise pelo equipamento desejado
  4. No botão ações, selecione a opção “Visualizar”
  5. Selecione a aba referente ao tipo de interface que você deseja: “EPON”, “GPON”, “WIRELESS”, ETC
  6. Clique no ícone “+” para adicionar uma nova interface
  7. Preencha os dados da nova interface e clique em “Salvar”

Importante: O campo Interface de Roteamento deve ser uma interface de algum equipamento que possua integração com RADIUS. Dessa forma é possível diferenciar a interface que fornece o acesso ao cliente (camada 2) da interface do roteador que faz o roteamento IP do cliente (camada 3).